Arquivo | Dica para as Mulheres RSS feed for this section

Usar muita calça Jeans, faz mal a saúde.

9 abr

Sim, Vida de Esposa também é cultura! hehe

Hoje vou contar a vocês, um caso muito comum entre as mulheres…acredito que assim como eu, muitas de vocês já passaram pela mesma situação. Quem nunca passou, é melhor ficar esperta pra não correr riscos.

A calça Jeans pode deixar a gente com aquele popozão, aquelas coxas grossas e tudo levantadinho. Porém, ela é inimiga da saúde vaginal. Sim, vou explicar…

O tecido usado nas calças jeans é muito grosso e como nós transpiramos durante o dia, ele não deixa “ventilar” nossas áreas mais íntimas.

Se você não estiver usando uma calcinha de algodão, isso prejudica ainda mais.

Os sintomas do fungo (problema que ocorre com a mulher que não deixa sua menininha respirar) são:

– Ardência na hora de urinar;
– Vontade de urinar toda hora, mas na hora do “vamu vê” é só uma gota que aparece;
– Dor e ardência na hora da relação sexual;
– Entre outras…

Para se tratar o fungo existem dois remédios, é claro que depende do tipo de fungo, antes de qualquer coisa, visite sua/seu ginecologista.

Normalmente, são dois tipo de remédios. Um usado EM VOCÊ, digo internamente. Ou pode ser comprimido via oral. Existem casos de você tomar o comprimido e seu parceiro também.

Sim, antes mesmo do seu corpo apresentar os sintomas do fungo, seu companheiro pode ter “pegado” de você (isso se não usarem preservativo). Porém no homem o fungo não provoca esses “problemas”, pois seu sexo é externo e não interno, como é o caso das mulheres.

Então amigas, deem uma maneirada na calça jeans. Procurem revezar o Jeans, com calça social, saia, vestido, calça com outro tipo de tecido e etc. Além disso, usem calcinhas de algodão e se possível, durmam sem calcinha, hehe

Sério, minha médica que me recomendou uma vez. Se você dorme sem calcinha e/ou pelada, seu corpo respira e evita o fungo. Tomei gosto pela coisa e é tudo de bom…fora que você dorme sem nada pra te apertar, deixar marcas e etc. Se você puder, o faça. Eu aproveito enquanto não tenho filhos, pois sei que quando eles chegarem essa minha privacidade será banida =/.

Ah, o blog Vida de Esposa também informa. Se persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado, rs

E aí, gostaram da dica? Já aconteceu algo parecido com você? Comenta aí.

Beijos Van

 

Acompanhe o Blog através das Redes Sociais:

Anúncios

Está noiva? Participe do quadro Enxoval de Rainha do Tv Xuxa!

30 mar


Atenção NOIVAS!!!!

Já viram o novo quadro do Tv Xuxa? É voltado às noivas que estão de casamento marcado, onde poderão ganhar um enxoval completo! Sim um Enxoval de Rainha, não é um luxo??

Para participar, você e o noivo devem gravar um vídeo para o programa, contando porque você, noiva, merece ter um enxoval de rainha. As noivas selecionadas vão participar de uma competição no programa, juntamente com seus noivos.

As inscrições estão abertas até o dia 15 de abril.

Para enviar o vídeo e se cadastrar para o quadro, é necessário ter um login/senha na globo.com. Caso você não tenha, basta clicar em “cadastre-se agora” após o link abaixo:

Clique aqui para participar

Dicas para o seu vídeo ficar banaca:

– Faça um vídeo com no máximo 2 minutos de duração
– Cuidado com o peso do seu vídeo! Não ultrapasse 50 MB.

Desejo às noivas de plantão uma Boa Sorte!

Beijos * Van *

Fonte: Tv Xuxa – Globo.com

 

Acompanhe o Blog através das Redes Sociais:

Será que casei com meu pai?!?!

24 mar

Dia desses estava com um amiga indo ao aniversário de um amigo em comum, quando ela me perguntou porque o Marido não estava indo conosco.

Respondi que ele não queria, pois ele diz que a gente (este grupo de amigos) fica recordando o passado, falando de fogueira e acampamento…e ele fica boiando nesses papos de escoteiro, rs.

Disse também que ele estava um chato, que últimamente nem estava querendo sair e tal. Que tinha embargado em um “regimão” e até nossa cervejinha ele estava recusando…Falar nisso, teve uma vez que fomos comer um lanche e ele comeu salada e tomou suco. Cê acha?! Tava me sentindo o homem da relação, rs.

Voltando…Comentei que ele só queria ficar em casa vendo filme…que estava até parecendo com meu pai. Meu pai é assim, não gosta de sair, “de ver gente” e fica “embaçando” quando minha mãe quer sair para algum aniversário e tal =/. A diferença entre o Alex e meu pai é justamente essa, o Alex me libera e nem fica me enchendo o saco…quero dizer, só às vezes, se eu chego tarde, hohoho.

Daí ela disse bem assim:

– É Van, tem uma lenda que diz que a gente sempre se casa com alguém que se parece com nosso pai. (respondi assustada)
– Ah não! É? Putz, to &%$#@* então!!

Rimos e depois fiquei pensando…tem um pouco de sentido isso sim, o Alex se parece muito com meu pai em vários sentidos. Ela ainda me relatou que todos os EX´s dela, se pareciam com o pai dela.

E com você? Seu namorado/marido ou rolinho…se parece com seu pai?

Você acha que isso tem fundamento ou estamos viajando? =)

Beijos e me ajudem a desvendar este mistério, hehe

* Van *

 

Acompanhe o Blog através das Redes Sociais:

Amor de faculdade

17 mar

Este cara (acima) é foda, recomendo os desenhos dele. Vlw Diii: http://lifeonadraw.weebly.com/

 

“Quanta gente não conhece o amor da sua vida em uma faculdade. Existem muitos casos…famílias, filhos, tudo iniciado em uma “sala de aula”.

Ir para a faculdade é uma excitação, novos amigos, novo ambiente, festas, paqueras, namoro…amor! Ah, o amor.

Em um período pode ser tão intenso e em outro, tão insensível, duro, cruel!. Quem o entende? Como podemos entender o outro…o coração do outro? Não temos como entender, nem tente…você perderá seu tempo.

Eu te amo. Uma palavra tão pequena e simples, mas séria para uns…porém nem tanto para outros. Alguns dizem “eu te amo” como se dissessem “bom dia”.

Será mesmo que o amor é incondicional? Se for, será que vale a pena? Tanta dor, tanto sofrimento, tanta vontade de querer alguém e muitas vezes este alguém não te querer.

Imagine-se. Você sem a pessoa que ama, que vive, que você chama de amor. O que você faria? Viveria ou morreria? Eis nossa dúvida, eis o amor!.

Chorar…de que adianta? Só te cansa e te deixa com os olhos inchados. Às vezes o choro é uma forma de chamar a atenção do outro, mas que tipo de atenção? Dó, piedade? Olhe-se no espelho e se ache linda…você é linda! Lembre-se disso. Ame você antes de qualquer outro ou alguém.

Deus sempre guarda algo de melhor pra você. Pode ser que hoje, agora, você não compreenda…mas daqui um tempo, você entenderá e achará até melhor. Pode confiar, acredite, Ele é superior!”

O post de hoje é dedicado a uma amiga que está sofrendo as dores de um amor perdido, ou parado, vai saber…afinal, quem é que sabe o dia de amanhã.

Flor, já te disse e repito. Conte comigo para o que você precisar, não esqueça que nós, suas amigas. Nós sempre estaremos aqui e do seu lado =)

Como diz aquela música que eu adoro e sempre escuto nessas horas difícies: “Não chore meu amor, tudo vai melhorar.”

Beijos e força, da sua amiga Vanessa Bial!!!!

kkk


Acompanhe o Blog através das Redes Sociais:

Recatada na rua…safada na cama.

6 mar

De que tipo você é?

Pensei em fazer este post depois que assisti a Giulia Gam dando uma entrevista no lançamento do filme “Bruna Surfistinha” (que por sinal, tô loka pra ver!). Ela disse algo deste tipo, não me lembro às palavras exatas:

“Acho que na cama, toda mulher sente vontade de ser uma garota de programa, de fingir e brincar com seu parceiro”.

Sim, eu concordo! Pra mim, entre quatro paredes vale tudo, porém morre ali, é segredo de estado. E tem mais, se você não faz, tem quem faça. Lembre-se disso!

Porém, tem muito homem machista que acha muita “safadeza” certas atitudes de sua mulher na cama, e por insegurança e por amor, ela se priva e não faz o que tem vontade. Isso sim é muita falta de sacanagem, rs. Se ela não se sente a vontade com ele, talvez ele não seja o cara certo…e o pior, muitas vezes ele sai e procura essa “safadeza” com outras, mas que não faz com sua esposa por “respeitá-la”. Vai entender…

Sinceramente, eu acho um absurdo! Eu tenho um amigo assim, que namorou uma menina por muitos anos, porém com ela era só o “papai e mamãe”, não sei se ela só gostava dessa posição, mas que ele saia e pegava outras meninas, para fazer de formas mais depravadas, isso ele pegava! E ainda, me confessou várias vezes…disse que com ela era respeito, porque ela era a mulher da vida dele e ele não queria fazer este tipo de coisa com ela.

Vai entender, vai saber se ela não estava a fim de trocar de posição ué?! Vai ver é por isso que eles não estão mais juntos.

A pergunta de hoje é:

– E você, é garota de programa na cama? Ou sente vontade de ser e não é? Afinal, entre quatro paredes, vale tudo ou não vale?

Beijos e aguardo os comentários calientes, hohoho.

* Van *


Acompanhe o Blog através das Redes Sociais:

Formas masculinas de dizer eu te amo!

3 mar

formas masculinas de dizer eu te amo

Homem é um bicho engraçado né? Pra dizer um “eu te amo” a gente precisa morrer de tanto chorar! Dá um ódio! Vontade de socar essa falta de sensibilidade masculina!!

Quando comecei a namorar o Alex eu era do tipo romântica, e ele me ganhou da mesma forma, com romantismo. Puro golpe né? Hoje em dia, quando passa um vendedor de flores e oferece pra ele, ele solta:

– Hoje não moço, ela não tá merecendo!

Imagina minha cara de tacho né? Com o passar dos anos, aprendi e comecei a disfarçar o meu lado romântico, já que ele era e é “cavalo”, também passei a ser. As respostinhas prontas e os “coices” passaram a fazer parte do nosso cotidiano, mas calma, essas coisas são um tipo de brincadeira, só a gente entende, rs, ninguém ignora, porque sabemos que é brincadeira. Às vezes ele dá uma resposta cruzada e as amigas comentam:

– Nossa, o Alex é muito grosso! Como você aguenta?

Mas ele, e eu, sabemos que quem grita mais alto lá em casa, sou eu! Hohoh.Tá, tá, às vezes eu deixo ele gritar também só para ter graça, kkk.

Em dias de TM (tensão menstrual) meu lado romântico fica aflorado. Sim, TM, porque graças a Deus não tenho cólicas (morram de inveja, rs). Sendo assim, quero ficar de mãozinha dada toda hora, agarro o marido, quero ficar abraçada, dando beijinho e tal…mas ele? Ele é cavalo, fica reclamando que tá calor, pra eu desgrudar, que tá sufocando com as minhas chaves de braço, que isso e aquilo, só reclama!

Mas eu fico romântica e toda sensível, e um coice desses…eu choro. Mas choro na minha, às vezes ele nem percebe, já outras, me pega no pulo. Daí eu reclamo, digo que ele não me ama, porque se casou e blá blá…aquele papo chato de mulher sensível, kk.

Daí ele vem, me abraça, faz um carinho e solta a tão esperada frase:

– OOOOO amor, te amo!

Daí a boba fica toda boba! Kkk

Mas é sério, tirando este período delicado que nós meninas passamos. Eu percebi e acho que descobri algumas formas de um homem demonstrar o seu amor. Se eu estiver errada, meninos, POR FAVOR me avisem hein! Pois terei que mudar meu lado investigativo, hehe

Os fatos abaixo aconteceram comigo e ressalto que o Alex não é do tipo romântico declarado, só quando a lua vira e o sol nasce atrasado é que esses fatos ocorrem espontaneamente, rs. Ele não gosta de ficar demonstrando o quando gosta de mim ou de qualquer um. Às vezes ele te trata super mal, não te dá bom dia, nem nada…mas isso é um bom sinal, pois se ele não gostasse de você, nem o bom dia rolava, entenderam?

– A esposa dorme, porém acorda com o marido de saída de baixo de chuva. Ele volta da padaria com comidinhas gostosas, mas não come. Depois diz que saiu só para comprar pra mim, pois sabia que eu iria acordar com fome e não teria nada para comer! (se ele se preocupou é porque ama.)

– Na geladeira aquele doce que ele adora, ele come e deixa um pedaço pra você, mesmo sabendo que você não é muito fã de doces. (se ele lembrou é porque ama)

– No meio de uma discussão “das brabas”, você aos berros, ele se vira, dá as costas e saí andando…(detesto essa, mas se ele te poupou e evitou, é porque ama)

– No dia de aniversário de vocês, ele te presenteia antes da data (porque se confundiu) ou depois, porque se esqueceu (mas se ele presenteou, e vc viu o brilho nos olhos é porque ama.)

– Vocês passeiam no shopping, passa uma gostosa, ele olha, mas mal move o rosto. Se você comenta, ele diz que nem reparou (é porque ama ou porque é esperto!)

Kkkk

Gente, essa listinha foi só para vocês notarem que por mais que sejam simples e pequenos, é dessa forma que Eles conseguem demonstrar o quanto se importam conosco. Principalmente os mais carrascos, como é o caso do Marido.

Para eles é muito difícil demonstrar o quanto gostam, eles acreditam que se demonstrarem nós ficaríamos nos achando e “pisaríamos” neles, por isso, eles não falam, tenderam? Essa frase maridão mesmo que disse uma vez, hehe.

E você, já notou alguma demonstração de afeto que não seja tão explicito e direto, como um “eu te amo”?

Beijos e comenta aí.

Ah, fica de olho hein….pequenos detalhes =P

* Van *

 

Acompanhe o Blog através das Redes Sociais:

Diário de uma perereca depilada

8 fev

Pra você que adora ver sua mulher “lisinha”…depilada! Veja o que ela passa….

Diga SIM a MATA ATLÂNTICA!!!

kkkk zuera, mas acho que não precisa de tanto né?! Por isso que detesto cera…dói pra chuchu!  E depois os homens dizem que somos fracas, que é frescura, que nem dói…será que eles nunca assistiram “O Virgem de 40 anos”? O cara depila o peito, super cabeludo!

Existem tantas outras formas de ficar bem, sem sofrer tanto…

Enfim, vamos ao diário:

“Tenta sim. Vai ficar lindo.”

Foi assim que decidi, por livre e espontânea pressão de amigas, me render à depilação na virilha.
Falaram que eu ia me sentir dez quilos mais leve, mas acho que pentelho não pesa tanto assim.
Disseram que meu namorado ia amar, que eu nunca mais ia querer outra coisa.
Eu imaginava que ia doer porque elas ao menos me avisaram que isso aconteceria.
Mas não esperava que por trás disso, e bota por trás nisso, havia toda uma indústria pornô-ginecológica-estética.

– Oi, queria marcar depilação com a Penélope.
– Vai depilar o quê?
– Virilha.
– Normal ou cavada?

Parei aí. Eu lá sabia o que seria uma virilha cavada. Mas já que era pra  fazer, quis fazer direito.

– Cavada mesmo.
– Amanhã, às…. Deixa eu ver…13h?
– Ok. Marcado.

Chegou o dia em que perderia dez quilos. Almocei coisas leves porque sabia lá o que me esperava, coloquei roupas bonitas, assim, pra ficar chique. Escolhi uma calcinha apresentável. E lá fui.

Assim que cheguei, Penélope estava esperando. Moça alta, mulata, bonitona. Oba, vou ficar que nem ela, legal.

Pediu que eu a seguisse até o local onde o ritual seria realizado.
Saímos da sala de espera e logo entrei num longo corredor. De um lado a parede e do outro, várias cortinas brancas.
Por trás delas ouvia gemidos, gritos, conversas.

Uma mistura de Calígula com O Albergue.

Já senti um frio na barriga ali mesmo, sem desabotoar nem um botão. Eis que chegamos ao nosso cantinho: uma maca, cercada de cortinas.

– Querida, pode deitar.

Tirei a calça e, timidamente, fiquei lá estirada de calcinha na maca.
Mas a Penélope mal olhou pra mim. Virou de costas e ficou de frente pra  uma mesinha. Ali estavam os aparelhos de tortura.

Vi coisas estranhas. Uma panela, uma máquina de cortar cabelo, uma pinça.

Meu Deus, era O Albergue mesmo.

De repente, ela vem com um barbante na mão. Fingi que era natural e sabia o que ela faria com aquilo, mas fiquei surpresa quando ela passou  a cordinha pelas laterais da calcinha e a amarrou bem forte.

– Quer bem cavada?
– É… é, isso.

Penélope, então, deixou a calcinha tampando apenas uma fina faixa da Abigail, nome carinhoso de meu órgão, esqueci de apresentar antes.

– Os pêlos estão altos demais. Vou cortar um pouco, senão vai doer mais ainda.
– Ah, sim, claro.

Claro nada, não entendia p-o-r-r-a nenhuma do que ela fazia. Mas  confiei.

De repente, ela volta da mesinha de tortura com uma espátula melada de  um líquido viscoso e quente (via pela fumaça).

– Pode abrir as pernas.
– Assim?
– Não, querida. Que nem borboleta, sabe? Dobra os joelhos e depois joga cada perna pra um lado.
– Ar-re-ga-nha-da, né?

Ela riu. Que situação.

E então, Pê passou a primeira camada de cera quente em minha virilha  virgem.

Gostoso, quentinho, agradável. Até a hora de puxar.
Foi rápido e fatal. Achei que toda a pele de meu corpo tivesse saído, que apenas minha ossada havia sobrado na maca.

Não tive coragem de olhar. Achei que havia sangue jorrando até o teto.
Até procurei minha bolsa com os olhos, já cogitando a possibilidade de ligar para o Samu.

Tudo isso buscando me concentrar em minha expressão, para fingir que era tudo supernatural.

Penélope perguntou se estava tudo bem quando me notou roxa. Eu havia esquecido de respirar. Tinha medo de que doesse mais.

– Tudo ótimo. E você?

Ela riu de novo como quem pensa “que garota estranha”. Mas deve ter aprendido a ser simpática para manter clientes.

O processo medieval continuou. A cada puxada eu tinha vontade de espancar Penélope.
Lembrava de minhas amigas recomendando a depilação e imaginava que era tudo uma grande sacanagem, só pra me fazer sofrer.
Todas recomendam a todas porque se cansam de sofrer sozinhas.

– Quer que tire dos lábios?
– Não, eu quero só virilha, bigode não.
– Não, querida, os lábios dela aqui ó.

Não, não, pára tudo. Depilar os tais grandes lábios? Putz, que idéia.
Mas topei. Quem está na maca tem que se fuder mesmo.

– Ah, arranca aí. Faz isso valer a pena, por favor.

Não bastasse minha condição, a depiladora do lado invade o cafofinho de Penélope e dá uma conferida na Abigail.

– Olha, tá ficando linda essa depilação. Menina, mas tá cheio de encravado aqui. Olha de perto.

Se tivesse sobrado algum pen-te-lhi-nho, ele teria balançado com a respiração das duas. Estavam bem perto dali.

Cerrei os olhos e pedi que fosse um pesadelo. “Me leva daqui, Deus, me teletransporta”.
Só voltei à terra quando entre uns blá-blá-blás ouvi a  palavra pinça.

– Vou dar uma pinçada aqui porque ficaram um pelinhos, tá?
– Pode pinçar, tá tudo dormente mesmo, tô sentindo nada.

Estava enganada.

Senti cada picadinha daquela pinça filha da mãe arrancar cabelinhos resistentes da pele já dolorida.
E quis matá-la. Mas mal sabia que o  motivo para isso ainda estava por vir.

– Vamos ficar de lado agora?
– Hein?
– Deitar de lado pra fazer a parte cavada.

Pior não podia ficar. Obedeci a Penélope. Deitei de ladinho e fiquei esperando novas ordens.

– Segura sua bunda aqui?
– Hein?
– Essa banda aqui de cima, puxa ela pra afastar da outra banda.

Tive vontade de chorar. Eu não podia ver o que Pê via. Mas ela estava de  cara para ele, o “olho que nada vê”.
Quantos haviam visto, à luz do dia, aquela cena?
Nem minha ginecologista. Quis chorar, gritar, pei-dar na cara dela, como se pudesse envenená-la.
Fiquei pensando nela acordando à noite com um pesadelo. O marido perguntaria:

– Tudo bem, Pê?
– Sim… sonhei de novo com o c-u de uma cliente.

Mas de repente fui novamente trazida para a realidade. Senti o aconchego falso da cera quente besuntando meu Twin Peaks.

Não sabia se ficava com mais medo da puxada ou com vergonha da situação.
Sei que ela deve ver mil c-us por dia. Aliás, isso até alivia minha situação.
Por que ela lembraria justamente do meu entre tantos? E aí me  veio o pensamento: peraí, mas tem cabelo lá?
Fui impedida de desfiar o  questionamento. Pê puxou a cera. Achei que a bun-da tivesse ido toda embora.
Num puxão só, Pê arrancou qualquer coisa que tivesse ali.
Com certeza não havia nem uma preguinha mais pra contar a história. Mordia o travesseiro e grunhia ao mesmo tempo.
Sons guturais, xin-ga-men-tos, preces, tudo junto.

– Vira agora do outro lado.

Por-ra.. Por que não arrancou tudo de uma vez? Virei e segurei novamente  a bandinha.
E então, piora. A broaca da salinha do lado novamente abre  a cortina.

– Penélope empresta um chumaço de algodão?

Apenas uma lágrima solitária escorreu de meus olhos. Era dor demais, vergonha demais.
Aquilo não fazia sentido. Estava me depilando pra quem?
Ninguém ia ver o tobinha tão de perto daquele jeito. Só mesmo Penélope.
E agora a vizinha inconveniente.

– Terminamos. Pode virar que vou passar maquininha.
– Máquina de quê?!
– Pra deixar ela com o pêlo baixinho, que nem campo de futebol.
– Dói?
– Dói nada.
– Tá, passa essa me-rda…
– Baixa a calcinha, por favor.

Foram dois segundos de choque extremo. Baixe a calcinha, como alguém fala isso sem antes pegar no peitinho?
Mas o choque foi substituído por uma total redenção.
Ela viu tudo, da perereca ao c-u. O que seria baixar a calcinha? E essa parte não doeu mesmo, foi até bem agradável.

– Prontinha. Posso passar um talco?
– Pode, vai lá, deixa a bicha grisalha.
– Tá linda! Pode namorar muito agora.

Namorar…namorar… eu estava com sede de vingança.

Admito que o resultado é bonito, lisinho, sedoso. Mas doía e incomodava demais.
Queria matar minhas amigas. Queria virar feminista, morrer peluda, protestar contra isso.
Queria fazer passeatas, criar uma lei antidepilação cavada e matar o primeiro homem que ver e não comentar absolutamente nada!!
Não fiz nada disso… Um mês depois…

– Normal ou cavada?

Coisas de perereca, vai entender…

Fonte: Via e-mail


Acompanhe o Blog através das Redes Sociais:

Homem simplifica tudo!

15 jan

É bem por aí, hihihi….

Beijos Van

Acompanhe o Blog através das Redes Sociais:

Tem msn? Adiciona eu aí! =)

Marcas de produtos para descolorir os pêlos

12 dez

Meninas,

Como algumas perguntaram e ficaram SUPER interessadas no post que explicava como descolorir os pêlos sem dor, peguei as marcas que comprei para facilitar pra vocês ok?

 

 

A parafina que comprei o pote é verde, mas é essa marca mesmo! Aliás, lá fala que você pode usar após o banho, pois deixa a pele firme e reduz a celulite….quando eu lembro, eu passo, e ela fica mais firminha mesmo, rsrs. Só a celulite que deve tirar com o tempo né? kkkk

Sobre a água oxigenada, sempre comprei de qualquer marca…porém com o volume acima de 30, tá?

Beijos Van


Acompanhe o Blog através das Redes Sociais:

Tem msn? Adiciona eu aí! =)

Como descolorir os pêlos sem dor?

2 dez

Boa dia mulherada, este post é exclusivo para nós!

Nós que sofremos com a cera quente, com a pinça, com a balança e com tudo para ficarmos ainda mais bonitas para nossos homens, paquera e afins. E eles? Eles muitas vezes nem reparam que cortamos o cabelo, que mudamos a cor do esmalte, que depilamos nossas virilhas kkk. Fiz você lembrar do filme “As Branquelas” né?!

Agora é sério, eu sempre rapei meus pêlos do joelho para baixo (não “guento” a cera, dói muito). Porém de 6 anos para cá, eles estão naturais, pois maridão não gosta de perna rapada, então sou meio Viviane Araujo, mas sem o tamanho da bunda e coxas…

Eu demorei para aceitar, já que é pouca gente que deixa os pêlos naturais. Me sentia meio ‘diferente” dos outros patinhos, hehe. Mas hoje eu acho até mais bonito perna assim, porque eu tenho muito pêlo e quando rapava o contraste era grande, tendeu?

Sendo assim, eu os descoloro (não sei se é assim que fala/escreve, alguém sabe?). A vida toda eu sofri com a água oxigenada, paradona lá no sol, para deixá-los loirinhos e “do surf”…até que ouvi falar do tal “banho de lua”.

Não sou frequentadora assídua de salão de beleza, só vou lá para cortar o cabelo e fazer minhas luzes. A minha sombrancelha e unhas, sou eu mesma quem faço! Porque pra mim, só eu consigo deixá-las do jeito correto, perfeito e de meu agrado! (velha rabugenta)

O banho de lua é conhecido/feito em salões de beleza. Aqui em Campinas custa cerca de R$ 40,00 e é feito com parafina. Não arde, não coça, não dói e é rapidinho.

Tempos atrás comentei com a Zizi (amiga e madrinha do casório) que queria fazer, mas como ela é mais assídua de salão do que eu, fez antes de mim. Daí ela me contou tudo o que precisa e como fazer. Maridão que sabe tudo, disse que já sabia fazer, mas não sabia que tinha este nome e que já tinha me falado várias vezes para eu fazer da forma como ele sabia! (Oi? Não sei disso não.)

Semana passada fui em uma loja de cosméticos e fiz a compra abaixo:

As marcas não eram essas, mas também não lembro o nome. Comprei água oxigenada de 30 volumes, mas de 40 é melhor. O processo é mais rápido.

1) Pega um pote de plástico, coloca um pouco da água oxigenada, do pó descolorante e umas 2 colheres do creme de parafina. Fica mexendo até dissolver o pó e ficar um líquido homogênio.

2) Passe nos pêlos e espere por 20 min +-.

OBS: O tempo depende de casa pessoa, eu e minha irmã fizemos juntas. O meu ficou mais loiro que o dela em menos tempo, acho que é porque eu sempre descolori e ela só as vezes…
OBS 2: Se você ficar no sol ou no mormaço, o processo é mais rápido
OBS 3: Quando o líquido secar, se quiser, passe novamente. Quanto mais você passar, mais loiro vai ficar.

3) Depois, lave com água corrente e pronto! Você ficará linda e pronta pra balada e/ou maridão!

Minha máquina tá pifada, lembra que comentei né? Se tivesse boa, tiraria umas fotos pra vocês, do processo e do antes e depois.

Beijoss e até * Van *

P.S: Deixa eu ir que hoje vou tirar um dente do ciso, rs. Depois conto essa história, rs.

 

Acompanhe o Blog através das Redes Sociais:

Tem msn? Adiciona eu aí! =)

%d blogueiros gostam disto: